Aos trancos e barrancos: como o Brasil deu no que deu (Darcy Ribeiro, 1985)

Observações

O arquivo mais recente (e ligeiramente menor) foi processado para reconhecimento de caracteres (OCR), sendo, portanto, 'recortável e colável'.

File nameFile typeSize
Darcy_Ribeiro_Aos_Trancos_e_Barrancos-libre_OCR.pdfPDF document12.53 MBInfo
Darcy_Ribeiro_Aos_Trancos_e_Barrancos-libre.PDFPDF document13.74 MBInfo

Sinopse

Mineiro de Montes Claros, Darcy Ribeiro é autor de uma obra das mais importantes de nossa cultura. Seus Estudos de antropologia da civilização correm mundo, em sucessivas edições. Como romancista escreveu Maíra, O Mula e A utopia selvagem, que a crítica consagrou como marcos da literatura brasileira contemporânea.

Aos trancos e barrancos é um livro ousado. Segundo o próprio Darcy, o livro é "muito louco". Ele acredita que "ninguém sabe (principalmente os jovens) o que aconteceu a este país nos últimos 80 anos. A idéia do livro é tentar explicar por que o Brasil não deu certo. O país é isso porque decisões malandras foram tomadas. Há uma classe dominante infecunda mancomunada para manter este país atado ao atraso".

O livro é uma cronologia crítica da história brasileira, que se lê com gosto. Carregado de ironia, Aos trancos e barrancos é a confirmação de um pensamento indignado e original, cujo único interesse é ajudar a passar o Brasil a limpo, tornando-o efetivamente a "Província mais bonita da Terra".

Créditos

Disponível originalmente em https://independent.academia.edu/EduardoSantaClara

Este site é melhor visualizado com senso crítico. © 2009-2011 Eduardo R. Ribeiro